Os benefícios do pilates para gestantes

O Pilates ganha cada vez mais espaço e já existe plano de aula voltado para o tratamento de diversas patologias. O método integra o corpo e a mente na realização de movimentos que exigem força, controle, equilíbrio e alongamento muscular. É uma atividade antiestresse, pois proporciona bem-estar físico e mental ao facilitar a circulação sanguínea e linfática. 

 

A técnica ajuda na eliminação de dores, amplia a capacidade de realizar movimentos com baixo impacto articular, possibilita ganho de força e equilíbrio muscular, melhora a coordenação motora e promove a correção postural. Diante de tantos benefícios, também é uma opção para as grávidas que buscam melhorar a qualidade de vida durante a gestação. 

 

As gestantes conseguem atingir todos os benefícios da prática, principalmente com a melhora da circulação e a eliminação de dores musculares causadas pelas alterações de postura na gravidez. Grande parte das dores é ocasionada pela fraqueza da musculatura para sustentar o aumento de carga gerado pelo novo tamanho do ventre e dos seios. 

 

Com o pilates, a grávida adquire um maior alongamento e equilíbrio na região da coluna, principalmente na lombar. Além de estimular o desenvolvimento da musculatura do abdômen e o trabalho de respiração. O pilates também ajuda na hora do parto natural, pois fortalece a musculatura pélvica que proporciona uma melhor sustentação desta região para o peso do feto. 

 

A técnica também fortalece os membros superiores, o que evitará as dores cervicais e lombares ocorridas pelo peso do bebê. Além de facilitar na hora da amamentação e quando for segurá-lo no colo.

Alguns cuidados

 

No caso de uma mulher sedentária a indicação é a partir do terceiro mês de gestação, pois no primeiro trimestre ocorre a formação fetal e uma grande liberação hormonal que influencia em todo o corpo da mulher.

Mas é importante a orientação do médico ginecologista-obstetra para saber se há alguma contraindicação. A liberação é relativa e depende das características específicas de cada uma. No caso de mulher que já praticava exercícios, é mais difícil haver restrições.

 

Pilates no Pós-Parto

 

Quem faz pilates ou qualquer outra atividade física antes do nascimento do bebê tende a ter uma recuperação no pós-parto mais acelerada. A volta às atividades vai variar de acordo com a resposta do organismo de cada mulher e dependerá da forma do parto: normal ou cesária. No normal, as mães tendem a sair do hospital com o mínimo de desconforto.

 

Já a cesária, a dor do corte após o fim do efeito da anestesia limitará um pouco os movimentos por alguns dias. Por isso, deve-se evitar carregar peso ou realizar a contração abdominal até a cicatrização dos pontos internos e externos. Nesse caso, a média de recuperação varia entre 30 e 40 dias. O Pilates deverá começar somente a partir deste momento para evitar hemorragias internas.

 

 

Fontes: www.folhadacidade.inf.br

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

SEGUNDA - SEXTA

6h às 22h

​SÁBADOS

8h às 12h

ENDEREÇO

CLN 108, bloco “D”, Sala 102 (sobreloja),

CEP: 70744-540 Brasília-DF.
Ponto de referência: Em frente ao Beirute.
myfit@studiomyfit.com.br

Tel: 61 3340-0030
 

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

LOCALIZAÇÃO